Feliz Dia Internacional da Mulher!

Parabéns a nós, mulheres maravilhosas que sabem o peso que se é ser mulher numa sociedade machista e patriarcal, que nos sexualiza e nos submete às maiores humilhações porque aparentemente ser mulher é ser inferior.
Nós, guerreiras, profissionais qualificadas e competentes que muitas vezes precisamos fazer jornadas duplas ou triplas de trabalho, pois os homens aparentemente se cansam mais nos seus trabalhos, coitados! E ainda hoje ganham em média 30% a mais que nós, exercendo a mesma função, sob as mesmas responsabilidades e com gastos muito menores de vestimentas e cosméticos, que para nós, mulheres, são de uso obrigatório! Porque se não nos mantivermos trabalhando bem & bonitas, somos desleixadas. E ainda vivemos sob constante pressão sobre como deve ser nosso comportamento, nossa estética, nossa vaidade, o que impacta diretamente na autoestima feminina.
Nós que não temos o direito sobre nossos corpos, que no Brasil temos nossos úteros como instrumento do Estado e que lutamos tanto para termos o direito de amamentar nossos filhos publicamente, pois é ultrajante que se dê amor e alimento aos filhos, já que os nossos seios também não são nossos, mas instrumentos sexuais masculinos.
Nós, mulheres, que já somos o esteio financeiro familiar de quase metade das famílias no país e não temos direitos iguais, que somos obrigadas a ver políticos desejando a redução dos nossos direitos trabalhistas porque engravidamos¹ (como se apenas adultos formassem uma sociedade e se devêssemos ser penalizadas por termos úteros e desejarmos nossa independência) e outros que dizem ser necessário perguntar os motivos que levaram um homem a agredir sua esposa ou ainda aqueles que consideram ainda hoje “briga de marido e mulher”², considerando um mau menor a violência contra a mulher ou, quem sabe até, o feminicídio.

Bolsomito
Nós somos mais fortes, mais empoderadas que ontem e queremos mais! Merecemos igualdades de direitos, de salários, sermos tratadas com normalidade e não “devoradas” com os olhos e tratadas como pedaços de carnes para cortes quando simplesmente andamos pelas ruas.
Devemos educar nossas meninas, filhas, parentes e amigas a exigirmos respeito e nossos homens, meninos, idosos a respeitarem. Chega de ensinar as mulheres a “se protegerem” e se curvarem aos homens, supostos animais predadores que não conseguem raciocinar com a cabeça de cima!

 

feminismo mulheres
Que esse ano de 2016 seja mais um ano de luta, de renovação e adoção de mais e mais práticas feministas e que outros tantos homens e mulheres conheçam essa ferramenta de conhecimento, dignidade, empoderamento e melhoria das sociedades.
Que menos crianças sejam forçadas a se casarem com homens mais velhos, que menos bebês do sexo feminino sejam abortados porque as famílias não são capazes de pagar seus “dotes”, que se torna um fardo, que falemos abertamente sobre o direito à liberdade sexual feminina, que ponhamos fim ao filtro que separa as mulheres ” para casar” e as “para sair”.

Notícia: Brasil é o 4º país no mundo em número de casamentos infantis.

Por propagandas que não tratem nossos corpos como objeto masculino, nossos anseios com respeito e nossas vidas com dignidade, pois cansa sermos consideradas uma minoria, visto que somos a maioria da população e é de dentro de nós que nascem futuros cidadãos, engrenagem para funcionamento do país e do mundo.

Para que NUNCA esqueçamos aquelas mulheres que batalharam e morreram para que nós tenhamos os direitos e o início da igualdade entre os sexos. Porque cada uma dessas mulheres é como nossa família, pois família que se sacrifica em nome dos seus.

 

mulheres

 

Não quero flores, chocolates, produtos de decoração para o lar (a não ser que eu SAIBA que você também apóia a causa). Quero ser tratada com a devida dignidade TODOS OS DIAS DO ANO, não quero ter medo diariamente de ser estuprada, não quero ter que pensar várias vezes em qual roupa escolher porque posso chamar uma atenção que não me interessa – e no fundo SEI QUE VOU, independente da vestimenta.
Quero tudo e mais um pouco do que me é de direito!!!

Parabéns a nós, mulheres!

¹Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) declarou que a igualdade de salários não é justa: “Quando ela voltar [da licença maternidade], vai ter mais um mês de férias, ou seja, trabalhou cinco meses em um ano”. Veja matéria na íntegra clicando aqui.

²Governador Pezão e Prefeito Eduardo Paes. Vejam a matéria completa aqui contando o episódio dos espancamentos.